domingo, 5 de agosto de 2012

Os nossos corpos escrevem em nós, o que nenhuma caneta conseguiria escrever


Prefiro escrever poemas de amor Meu amor
Na nossa cama com você em cima ou em baixo
De um lado ou do outro
 beijando ou sendo por mim beijada
Tocando-me ou sendo por mim tocada
Com nós dois nos amando
Quero que sinta saudades das minhas
 Palavras escritas em folhas de papel
Quando as escrevo com o meu corpo no seu
Com todo aquele romantismo que as letras
 Ainda não sabem expressar
A nossa melhor poesia de amor
 É aquela que lemos em braile

Por: Leandro Medeiros Santos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...